[kads group="topo-1"]


Mudamos os dois

Mudamos os dois

Mudamos os dois

 

Mudei eu

Ou mudou o mundo?

Às vezes me pego a imaginar.

Aonde fica o equilíbrio em tudo?

Com tanta mudança a se operar.

 

Todos os dias uma nova conjuntura

Que dificulta o meu situar.

Não é fácil manter a candura

Enquanto tento me equilibrar.

 

E se por algum motivo

Tudo tivesse sido diferente?

A que caminhos me levariam

Minhas atitudes subsequentes?

 

Não me descuido em nenhum instante

Mas há fatores que não posso controlar.

Um acontecimento distante

Sempre acaba por me influenciar.

 

Sempre que achei que sabia tudo

Não tardei em me frustrar

Um novo contexto surgia

Antes que eu pudesse me acostumar.

 

Adaptar é o caminho

Para o progresso alcançar

Não há script, receita ou destino

Senão a aceitação em mudar.

 

Tantas paixões em tantos momentos

Me fizeram balançar.

E se eu não tivesse percebido em tempo

Que tinha outro caminho a trilhar?

 

Às vezes errando acertei

E já perdi para ganhar.

Quando fiz mal, consertei

Até onde eu possa me lembrar.

 

Tardei, mas me acostumei

Com as peças que a vida teimava em pregar

A cada situação que enfrentei

Como bom marinheiro aprendi a navegar.

 

As coisas que tanto almejei

Envelheceram e corroeram

Alguns de meus mais caros amigos

Envileceram e se perderam.

 

Confesso que também mudei bastante

Na medida em que me descobri

Me avaliei a cada instante

Para novos objetivos perseguir

 

Só o que fica é o que muda

E foi de mudança em mudança

Que aprendi a permanecer

E foi nesse equilíbrio dinâmico

Em que pude melhor me conhecer.

 

Com o tempo, amadureci

E aos poucos percebi

Que não foi só o mundo que mudou

Nem eu, tampouco, mudei sozinho

 

Mudamos juntos,

Eu e o mundo.

Nos transformamos, evoluímos.

E nesse rearranjar constante

Foi que ambos nos construímos.

 

 

 

Compartilhe:

Sobre o Autor

Rodrigo Fontana França

Rodrigo Fontana FrançaAdvogado e Coordenador de Grupos de Estudos Espíritas na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE) e no Centro Espírita Antonio Grimm (CEAG)

Todos os Posts de: Rodrigo Fontana França