[kads group="topo-1"]


O SER FAZENDO O CAMINHO DO SER

O SER FAZENDO O CAMINHO DO SER

A relevância de se olhar é o ser no homem.

A relevância da dor, da angústia, é o ser ouvindo
e sendo o homem.

A relevância da miséria é o ser, na profundidade do
seu próprio ser, aprendendo a ser.

Na relevância da inteligência, é o ser que no homem
faz a expressão da sua consciência sendo.

A relevância do medo, da angústia e do sofrimento,
é o ser dizendo ao homem que não há equilíbrio.

A relevância da fé no Creador é iluminação no
homem.

A relevância do reencarne, o choro dos primeiros
momentos, é a força da linguagem no homem.

A relevância do desencarne, da morte, é a vida
mostrando a vida ao homem.

A relevância da parte tendo o todo e do todo
estando em todas as partes, é a dinâmica
transdisciplinar de todas as coisas, de todos
os homens, de toda a vida.

A relevância de ser é a afirmação do ser do
ser humano sendo o ser livre na fluência do Creador.

A relevância do dia é a mensagem lúcida para
que o homem trabalhe.

A relevância da noite, do escuro, é para que o
homem medite e descanse.

A relevância na vida é sempre a expressão
legítima do ser no homem que fala toda a
linguagem evolutiva do homem na Terra.

Texto extraído do livro
A essencialidade da minha consciência, em 29 de maio de 2015

 

Compartilhe: