[kads group="topo-1"]


A CORAGEM PARA ENFRENTAR INCERTEZAS

A CORAGEM PARA ENFRENTAR INCERTEZAS

No trânsito da Terra, é preciso corajosamente saber enfrentar as dúvidas, as incertezas, as provocações. A cada passo, na vida do indivíduo, existe a possibilidade de se errar na avaliação dos fatos, na construção de uma ideia, na invenção de uma coisa; no entanto, sempre significa aprendizado, transformação.

O homem não deve alimentar a cínica descrença de tudo, pois essa posição desfigura a sua pessoa, enfraquece e avilta o seu caráter. É importante, na comunicação humana, que as pessoas saibam ouvir, indagar, dialogar para fazer aprendizagem, mudar comportamentos.

Quanto mais o homem abrir a sua consciência, vencendo os preconceitos, mais forte fica para administrar, com probidade, as suas incertezas.

O homem que se autoconhece pratica autodisciplina, é prudente, sábio, firme nas suas decisões.

Quando o ser humano faz juízo crítico de sua vida, de sua maneira de ser, reconhece que as suas opiniões, julgamentos, são resultantes de um processo final de avaliação e que sempre existe a possibilidade de desvio, erro, portanto é preciso muita cautela, paciência e espírito de autocrítica.

Na medida em que o homem alcança o estágio da consciência crítica, é capaz de conhecer os limites de suas possibilidades, sem sentir diminuição, uma vez que acredita que como ser em evolução, gradualmente elevará seu potencial, seu alcance possível. O homem prudente, espiritualizado, está apto a distinguir nitidamente o que sabe daquilo que acredita. Assim, é forte para expressar, com dignidade e respeito, as suas crenças em termos de probabilidades, em vez de certezas.

O processo de espiritualidade, de autoconhecimento, mostra ao homem que nenhum ser humano sempre está com a razão. Cada homem estará mais próximo dela, se fizer autocrítica, autoconhecimento, pois saberá que ninguém tem o monopólio da virtude e da verdade.

Quando cremos profundamente em Deus, tudo se nos apresenta em harmonia, percebemos a diversidade da vida, descobrimos o equilíbrio, o bem, a paz, a fraternidade, a igualdade, o amor e a justiça, construindo permanentemente o universo.

O homem espiritualizado faz permanente processo de autocrítica, sabe que para cada opinião que sustenta, com coragem, há outra pessoa que sustenta o oposto, com igual convicção.

O equilíbrio social, humano e espiritual se faz pelo profundo respeito à maneira de pensar e de se expressar do semelhante.

O melhor que o homem pode almejar na Terra é a felicidade e a alegria, que só conseguirá pelo autoconhecimento, a fé em Deus, a dedicação ao trabalho e o amor ao próximo. O mais maravilhoso é que o despertar da consciência espiritual não retrocede, não desaparece. É preciso coragem para esse crescimento moral e espiritual prosseguir.
Paz, consciência, coragem

texto extraído do livro Como o Homem Pode Enfrentar Uma Crise

 

Compartilhe: