[kads group="topo-1"]


A grande revolução

Em um momento como o presente em que toda a cristandade se prepara para celebrar o nascimento de Jesus, se faz necessário que cada um de nós aproveite para fazer uma análise um pouco mais detida sobre a força deste indivíduo e da mensagem revolucionária por si trazida.

Ao invés de nos limitarmos a simplesmente repetir mensagens prontas, ou em seguir à risca tradições e simbolismos hauridos de outras culturas e religiões, estamos certos de que a melhor homenagem que podemos prestar é a de tentarmos compreender cada vez mais e melhor suas lições de modo a aplicarmos cada uma delas em nossas vidas.

Podemos dizer que Jesus foi o maior revolucionário que já passou pela Terra, tendo operado intensas mudanças sociais, políticas, econômicas e culturais em todo o nosso planeta desde a sua breve passagem por aqui, até o presente momento.

Tal revolução difere de absolutamente todas as demais, pois ao invés de se basear na força bruta ou em um arsenal bélico, teve como sementes a humildade, a simplicidade, a caridade, a tolerância, o amor ao próximo e a força do exemplo de alguém que mais do que ninguém soube viver e sofrer as suas convicções e por elas pagou com sua própria vida material, sempre mantendo a cabeça erguida e sem nunca perder a serenidade e a firmeza em seus altivos propósitos.

Tamanha é a força de suas aparentemente singelas ideias que desde a sua partida tais ensinamentos se disseminaram rapidamente, contribuíram para o ocaso do império romano, e dali pra frente serviram como base pra todas as pequenas ou grandes transformações havidas em nosso planeta. Mesmo em culturas não cristãs podemos notar a influência de Jesus ainda que por vias reflexas.

Infelizmente, também em seu nome foram operadas inúmeras distorções e episódios lamentáveis para toda a humanidade. Porém, facilmente notamos que qualquer deturpação se operou por intermédio de pessoas mal intencionadas que certamente não entenderam nada do que foi trazido por Jesus e usaram seu nome de forma criminosa para tentar justificar diversas deturpações e atrocidades.

É preciso procurarmos tentar alcançar e compreender a extrema importância dessa revolução pelo amor semeada por Jesus e que, cada um a seu tempo e de seu modo, consiga internalizar essas lições que nos são tão caras a ponto se converter em mais um soldado, um satélite de disseminação desta visão de mundo e desse exemplo moral da mais elevada estatura.

Por mais que em alguns momentos isso possa parecer difícil e o caminho se mostre tortuoso, a força do exemplo desse grande revolucionário nos mostra que a transformação é possível e que os resultados a serem colhidos a curto, médio e longo prazo valem qualquer esforço.

O exemplo de Jesus é de vida e de prática, não havendo sentido algum que nossas homenagens se apeguem a uma visão romântica de sua passagem pela Terra ou fiquem restritas a meros formalismos, simples convenções sociais.

Como dissemos, não há forma melhor de expressarmos nossa gratidão do que buscando compreender a importância de sua breve passagem pela Terra, contextualizar suas lições para que com elas possamos resolver as crises do momento presente e disseminar tais ideias com afinco e devoção, assim o fazendo através de atitudes e não de simples palavras repetidas e jogadas ao vento.

Desejamos a todos um feliz natal, repleto de alegrias e de um forte sentimento de fraternidade e pertencimento à humanidade. Que o presente momento possa servir de marco para o início de uma revolução pessoal na vida de cada um de nós através da qual vamos nos propor a tentar alcançar essa visão espiritual da realidade e a seguir em cada instante de nossas vidas o exemplo do mestre Jesus.

Compartilhe:

Sobre o Autor

Rodrigo Fontana França

Rodrigo Fontana FrançaAdvogado e Coordenador de Grupos de Estudos Espíritas na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE) e no Centro Espírita Antonio Grimm (CEAG)

Todos os Posts de: Rodrigo Fontana França