[kads group="topo-1"]


ANSIEDADE COLETIVA

ANSIEDADE COLETIVA

Vivemos numa época tão imediatista onde tudo já deveria ter acontecido ontem… Estamos tão acelerados que não percebemos o desabrochar da vida no nosso entorno. Perdemos a percepção de observar a natureza e com ela aprender as leis da vida. Olhar o outro nos olhos está cada dia mais distante da nossa realidade, aliás vivemos intensamente a realidade virtual e estamos esquecendo de viver a vida real. Essa ansiedade coletiva está deixando o ser humano doente e sem noção da sua solidão interior.

Nós somos seres sociáveis e necessitamos da atenção, do carinho e também de compartilhar nossas experiências para que haja crescimento e aprendizado. Não podemos perder o contato físico, o toque, o conversar prestando atenção no outro. Se deixarmos de nos comunicarmos ao vivo e a cores seremos sérios candidatos a solidão interior. Esta solidão dói especialmente quando estamos no meio de uma multidão e nos sentimos deslocados e perdidos. É nesse momento que percebemos que somos muito virtuais e pouco presentes na interação real e presente com o ser humano.

Tudo na vida se for exagerado sairá do equilíbrio natural. É maravilhoso que o homem tenha desenvolvido a comunicação global, onde sabemos de tudo e de todos em apenas um minuto. A evolução é natural, mas não podemos nos tornar reféns do mundo virtual. É preciso utilizar com bom senso sem perder a conexão com a vida que pulsa dentro e fora de nós. O ser humano necessita ser envolvido com amor, sentimentos positivos e a presença do outro para se desenvolver intelectualmente, moralmente e espiritualmente. Quando aprendermos a viver com equilíbrio e bom senso afastaremos a dolorosa solidão interior do nosso caminho e curaremos a ansiedade que rouba as nossas energias positivas!

LUCY A. C. TAVERNEZI

Compartilhe:

Sobre o Autor

Lucy Alves Tavernezi

Lucy Alves TaverneziFormada em Comunicação Social pela OSEC-SP; Participante de grupos de Estudos Espíritas na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE).

Todos os Posts de: Lucy Alves Tavernezi