[kads group="topo-1"]


As mensagens, os signos da Terra

As mensagens, os signos da Terra

As ideias dos homens são variadas, diversificadas,
coloridas, reais e imaginárias.
Cada um, no caminho, está sempre se indagando, se
buscando, se afirmando, num extraordinário processo
de fazer a convalidação do seu eu para alcançar o ser no
de si e na expressão consciente de dimensionar a sua
existência, a sua vivência, no a si mesmo.

Parece que há dias que amanhecem escuros, nublados; os
ventos trazem lembranças, produzem emoções, revelam
lugares, pessoas.

É preciso revolver no próprio ser a opacidade do
tempo, para recomeçar, no momento seguinte, à luz da
eternidade.

As dificuldades farão a sucessão para as facilidades.
O medo e o desespero se transformarão em energia que
fortalecerão os passos, a coragem, a fé no Creador.

Que interessante! Quando tudo, absolutamente tudo, está
perfeito, sentimos que falta alguma coisa.
Quando há desorganização, precariedade, dificuldades,
prospera em nós a coragem, a energia, para a
reconstrução.

Somos transcendentes.
Vivemos num perfeito, extraordinário, processo afetivo
migratório-reencarnatório, onde as dificuldades e a
transitoriedade da matéria podem nos ensinar que,
acolhendo no próprio seio da nossa vida alguns desafetos
antigos, harmonizamos, nos sensibilizamos a proteger a
criança, o velho, o doente.

Caímos e levantamos.
Morremos todos os dias um pouco.
Nascemos a cada segundo na força do conhecimento novo.

No equilíbrio, somos o indivíduo, a persona, a pessoa, a
dor e a alegria, a morte e a vida.
Somos o homem que, na inexauribilidade do sujeito, não
deixa de ser nunca o ser.
Somos eternamente o ser na afirmação do ser.

 

Texto extraído do livro
Na indagação, a descoberta do meu ser em 09 de maio de 2014

 

#SociedadeBrasileiraDeEstudosEspiritas #SBEE #ImprensaSBEE
#AntonioGrimm #espiritismo #espirita #DoutrinaEspirita
#MauryRodriguesDaCruz .

Compartilhe: