[kads group="topo-1"]


Como os espíritas entendem o trecho de Deuterônio que diz: “Deus rejeita a mediunidade”?

Como os espíritas entendem o trecho de Deuterônio que diz: “Deus rejeita a mediunidade”?

Se Deus é a causa primária de todas as coisas, não poderia haver outra fonte para a nossa capacidade de comunicação mental. Se nem todos conseguem exercitá-la de modo ostensivo, há de haver uma sábia razão. Não cabe estudar e compreender o porquê. Nosso entendimento é que a mediunidade, por ser decorrência da Lei Natural, é uma característica de todos os seres. Porém, cabe a cada um, no uso do seu livre-arbítrio (e de suas potencialidades), exercitá-la para alcançar a capacidade de usá-la para o bem.

Compartilhe: