[kads group="topo-1"]


É verdade que se a pessoa desenvolver o “dom” da mediunidade (por medo, falta de informação) pode ter a saúde prejudicada?

É verdade que se a pessoa desenvolver o “dom” da mediunidade (por medo, falta de informação) pode ter a saúde prejudicada?

Esta crença nos parece infundada, pois sendo a mediunidade uma característica do espírito ⎯ todos a temos e a exercitamos o tempo todo ⎯ conforme o nosso alcance, não há como admitirmos essa hipótese. Desta forma, a mediunidade não é um “dom”, mas sim uma faculdade inerente a todas as pessoas. É como a criança e a fala: se ela ouve bem, é só uma questão de tempo e de relação com outros humanos para que ela desenvolva a habilidade da fala por meio do exercício. O texto intitulado “Mediunidade”, publicado na edição 4 da revista SER Espírita, pode ajudar a compreender esta complexa e útil característica do espírito.

Compartilhe: