[kads group="topo-1"]


Edição 17

edicao17

 

A METADE DA LARANJA –
Todos sabem: relacionamentos amorosos trazem inúmeros desafios. Desde o momento do primeiro encontro até a hora em que a união é concretizada – seja com o tradicional casamento, seja apenas com a decisão do casal – várias dúvidas aparecem. Será que estou me relacionando com a pessoa mais adequada para mim?
Como melhorar o relacionamento? Existe uma “pessoa ideal”? Existe a chamada “alma gêmea”?
Depois, com a decisão tomada de, finalmente, unir as ‘escovas de dentes’, aparece a outra dúvida: o que fazer para
celebrar este momento? Será que preciso celebrá-lo mesmo? Como? Para os espíritas, as dúvidas são ainda maiores, já que para a Doutrina Espírita não há cerimônias. Após a união, então, surgem os desafios do dia a dia, que se tornam ainda mais intensos quando se vive junto com outra pessoa.
A SER Espírita traz na sua primeira edição de 2012 uma reportagem de Capa sobre relacionamentos afetivos. A
reportagem sobre “almas gêmeas”, que está apresentada na seção Contextualização dessa edição, tenta responder aos leitores um pouco sobre as indagações que frequentemente são feitas sobre esse conceito, também questionado pela Doutrina Espírita.
Em todos os relacionamentos, ambas as partes devem estar atentas à satisfação do outro. Abrir mão de vez em quando em busca da satisfação de seu companheiro, portanto, não é tão difícil quanto se imagina. Deixar de lado as críticas destrutivas, lembrar ao outro o que há nele de mais positivo, buscar melhorar comportamentos, ser mais paciente, ser menos orgulhoso em relação às suas pretensões e, sobretudo, deixar o amor tomar conta do relacionamento são dicas preciosas para quem pretende manter uma união equilibrada e que possa contribuir
com o aprendizado da dupla e também de quem está em volta.
Na Entrevista desta edição da SER Espírita, a importância de deixar a passividade de lado, em todos os setores da sociedade, é o assunto tratado pelo ex-presidente da Associação dos Divulgadores do Espiritismo (Abrade), Gezsler Carlos West.
Então, nesse ano que se inicia, a SER Espírita deixa um convite a você: vamos arregaçar as mangas e agir sempre com amor em tudo que fizermos?
Boa leitura!

Compartilhe: