[kads group="topo-1"]


Edição 20

edicao20

 

A FÉ PODE CURAR? –
Muito se fala no meio espírita em cirurgias, tratamentos ou curas espirituais. Mas será que eles realmente podem acontecer? Quais os fatores que determinam isto? Para falar sobre este tema, em primeiro lugar é importante lembrar a passagem de O Evangelho Segundo o Espiritismo intitulada de “Cuidar do Corpo e do Espírito”. Também deve-se ressaltar que temos um corpo e somos um espírito, e não o contrário. Ou seja, estamos encarnados na Terra com um corpo físico temporário, mas que servirá por toda nossa “estadia” por aqui. Sendo assim, é importante cuidar desse “veículo” temporário com hábitos saudáveis: fazer uma alimentação saudável, exercitar-se, manter bons pensamentos, entre outras atitudes de promoção da saúde.
Como todos os espíritos, encarnados ou desencarnados, estão em constante evolução, é importante lembrar o alerta de Jesus quando afirma que será dado “à cada um segundo suas obras”. Portanto, tudo o que se fizer terá resultados, quer sejam eles construtivos ou não. E estes resultados são de responsabilidade de cada um. O merecimento de cada espírito encarnado que necessita de alguma cura de seu corpo físico é um dos determinantes para que os tratamentos feitos com a intervenção de espíritos resultem positivos. Nada é “milagre”, tudo é resultado do livre-arbítrio e da lei da ação e reação. Ninguém é “curado” se não contribuir com esta “cura” de alguma maneira – cuidando bem do corpo e do espírito e avaliando e reavaliando seus atos, por exemplo. Outros fatores que auxiliam no caminho para o sucesso do tratamento – ou da cura – são a fé e o autoconhecimento. Somam-se a isso o entendimento da lógica da reencarnação, da evolução, a aceitação do próprio ser, o “manter-se” feliz apesar das adversidades, o senso de responsabilidade com seus pensamentos e atos etc.
Dentro dos centros espíritas há uma série de tratamentos que compõem o mosaico terapêutico espírita e contribuem no processo de cura. Passe, água fluidificada, cromoterapia e prece são alguns dos meios que podem contribuir para um tratamento com menos dor e sofrimento ou até mesmo para a cura.
Nesta edição, a SER Espírita analisa de forma crítica a relação entre os tratamentos de saúde e a fé. Os desafios modernos diários, como a relação entre pais e filhos adolescentes e as vantagens e desvantagens das redes sociais são temas das reportagens das seções Família e Entrevista, respectivamente. O lançamento de mais um filme baseado em uma obra de Chico Xavier também é destaque nesta edição.
Boa leitura!

 

 

Compartilhe: