[kads group="topo-1"]


O Amor para superar a dor

O Amor para superar a dor

Há certo tempo em uma casa religiosa um casal buscava informação e apoio. O homem apresentava dificuldades severas para locomoção, talvez por um acidente, e que teria lhe tirado naquele momento a condição de se locomover por conta própria. Mas, apesar da dificuldade, o senhor de meia idade insistia em fazer o máximo que lhe era possível, como que entendendo que o único caminho para o aprendizado é o da superação.
Mas ele não estava só. Ao seu lado sua companheira, que sempre com um sorriso cumprimentava os voluntários da casa religiosa que já os conheciam desde suas primeiras visitas. E quem sabe pelo exemplo de alegria de sua esposa, o homem fazia o mesmo, mostrando sua satisfação de estar ali, mesmo com tantas dificuldades.
Para se deslocar ele precisava de muita ajuda. Apoiava-se nos voluntários, que se revezavam no seu auxílio. A esposa, porém, não saia de seu lado. Cuidava de cada passo, muitas vezes de apenas alguns centímetros. O caminhar de alguns metros podia tomar um tempo até longo, mas isso não importava. A esposa estava atenta a cada passo, a cada obstáculo, a cada movimento do seu companheiro. Ela sabia o quanto era importante para ele superar-se e sabia que sem a sua ajuda seria muito mais difícil.
As pessoas em volta não deixavam de observar. Entretanto, naquele cenário repleto de informações aos nossos olhos, algumas coisas se destacavam: a alegria de ambos, a satisfação dos voluntários no servir, mas principalmente a conduta amorosa, cuidadosa, serena e convicta da esposa, extremamente atenta no cuidar do seu companheiro, um espírito irmão.

Nelson José Wedderhoff

Compartilhe:

Sobre o Autor

Nelson José Wedderhoff

Nelson José WedderhoffEngenheiro Eletrônico; Professor Acadêmico na Faculdade Doutor Leocádio José Correia (FALEC); Coordenador de Grupos de Estudos Espíritas; e Conselheiro Editorial da revista SER Espírita.

Todos os Posts de: Nelson José Wedderhoff