[kads group="topo-1"]


O Espiritismo trata das organizações sociais?

O Espiritismo trata das organizações sociais?

Indiretamente sim. Aprendemos que o Espiritismo, como interpretação e prática dos princípios fundamentais da Doutrina Espírita, é filosofia, significando reflexão crítica sistemática; é ciência, significando a busca da verificação das verdades que alcançamos; é religião, significando a busca da vivência dos valores morais que internalizamos, fazendo a aplicação do conhecimento para o bem da humanidade.
Ao buscar revelar Deus ao ser e o ser a si mesmo, o Espiritismo busca instrumentalizar o ser de modo que ele possa administrar melhor os desafios e contradições do cotidiano.
Este processo, que podemos chamar de espiritualização permitirá, com o tempo, harmonizar o polissistema cultural espiritual e o polissistema cultural material. As organizações sociais, sendo produto do pensar, do falar e do agir dos seres humanos, serão tão coerentes quanto forem os seres que as compõem e a coerência dos seres que as compõem será sempre fruto do autoconhecimento e do entendimento que fizermos do outro, do mundo, de Deus, das pessoas e das coisas.

Compartilhe: