[kads group="topo-1"]


O homem, a consciência, o ser olhando o ser

O homem, a consciência, o ser olhando o ser

Um caminho, um homem, o ser.
Os horizontes, as imagens, a memória, o ser e as
indagações.

Outro caminho, as opções, a necessidade de
mudanças, o ser.
A paciência, a quietude, a serenidade, o ser.
O equilíbrio, as dificuldades, as relações
humanas,
a coragem e o medo, o ser.

A existencialidade, a vivencialidade, a
complexidade, o ser.

As mudanças, as cores, as formas, as
montanhas, o ser.

A dor, o sofrimento, a alegria, a satisfação, o ser.

Os rios, o encontro com os oceanos, as
embarcações, o ser.

Os nascimentos, os diversos estágios da
vida, o ser.

A morte, a separação, o abano de mãos, o
ser.

A certeza e a incerteza, a indeterminação e
a determinação, o ser.

Muitos momentos, sentidos diversos,
o absoluto e o relativo,
o poder da deflexão, o ser.

O agora, o ontem, o amanhã,
o ser na certeza absoluta de nunca deixar
de ser.

 

Texto extraído do livro
Na busca do meu ser, a indeterminação e a incerteza em 07 de outubro de 2016

Compartilhe: