[kads group="topo-1"]


O médium incorpora, nos trabalhos espíritas, o “patrono” da casa por muitos anos. Haverá substitutos quando desencarnar?

O médium incorpora, nos trabalhos espíritas, o “patrono” da casa por muitos anos. Haverá substitutos quando desencarnar?

Os estudos e orientações que recebemos nos levaram a não utilizar mais o termo “incorporação” para descrever a comunicação mediúnica. Temos recebido esclarecimentos de que o médium é o espírito encarnado, e não o seu corpo. Assim, a mensagem mediúnica é uma composição do espírito desencarnado com o espírito encarnado, e sempre com a concordância de ambos. Também entendemos que não existem substitutos. Cada espírito vive o seu processo evolutivo e é insubstituível. A mensagem espírita trabalha justamente para promover a autonomia de cada pessoa, e assim da sociedade, sendo desta forma uma mensagem evolucionista, e não salvacionista. Sugerimos a leitura do texto “Mediunidade” (título “Fundamentos” no site www. sbee.org.br)

Compartilhe: