[kads group="topo-1"]


O que é o Espiritismo?

O que é o Espiritismo?

Podemos conceituar o Espiritismo como o estudo, a interpretação e a prática dos princípios fundamentais da Doutrina Espírita.
A Doutrina Espírita pode ser conceituada como um sistema de ideias que Allan Kardec conseguiu estruturar a partir das respostas que obteve dos espíritos que se manifestaram através de médiuns da época em que ele trabalhou pesquisando sobre o tema.
Com isso podemos dizer que a Doutrina Espírita é a parte documental do que foi possível extrair do vasto conhecimento universal que denominamos Doutrina dos Espíritos.
Kardec usou sua atitude filosófica para reunir as 1019 perguntas que compõem sua primeira obra conhecida como O Livro dos Espíritos. Ele utilizou também sua habilidade científica para enviar a mesma pergunta para médiuns diferentes sem que um soubesse do outro. Como as respostas coincidiam, Kardec adquiriu confiança na existência de vida inteligente após a morte do corpo. Era a prova da sobrevivência da alma.
Ele passou a chamar estes seres de espíritos, dando origem ao termo Espiritismo.
Entre os princípios fundamentais que compõem a Doutrina Espírita podemos citar o princípio científico que não há efeito sem causa, vindo daí que para todo efeito inteligente, é necessário admitir a existência de uma causa inteligente. Esta causa primária é o que chamamos Deus ou Creador, para diferenciar dos homens que criam máquinas, por exemplo.
Outro princípio é o conjunto de valores morais trazidos pelo Cristo conhecido como moral cristã. Em seguida há o princípio conhecido como livre-arbítrio, aqui entendido como a liberdade de pensar que todos temos. O livre-arbítrio é equilibrado pela lei de causas e efeitos, pois nossa liberdade não nos isenta das consequências do nosso pensar, falar e agir.
O conhecimento infinito combinado com a ideia de eternidade; aprendizado permanente e imortalidade do espírito, são ingredientes que apontam para o princípio da evolução por meio do processo reencarnatório, segundo o qual todos os espíritos retornam ao meio material para exercitar o que já aprenderam e para aprender o que ainda não conseguiram.
Como meio de apoio ao processo evolutivo, todos os espíritos contam com o potencial de comunicação mental conhecido como mediunidade. Esta habilidade é natural de todos os espíritos e pode se manifestar pela intuição. A mediunidade se aperfeiçoa pelo exercício ao longo das encarnações, tornando-se mais consciente e portanto mais útil no processo de ampliação da consciência de todos sobre a existência de um polissistema cultural espiritual que guarda algumas semelhanças com o nosso polissistema cultural material.
As relações entre estes dois ambientes, suas leis, suas causas e seus efeitos são estudados pelos interessados e estudiosos do Espiritismo.
Paulo Wedderhoff

Compartilhe:

Sobre o Autor

Paulo Henrique Wedderhoff

Paulo Henrique WedderhoffAdministrador; Professor Universitário na Faculdade Doutor Leocádio José Correia (FALEC); e Conselheiro Editorial da revista SER Espírita.

Todos os Posts de: Paulo Henrique Wedderhoff