[kads group="topo-1"]


O Ser na Cadeia Evolutiva

O Ser na Cadeia Evolutiva

Eu, o peso e as consequências de saber que
sou a inteligência do meu organismo,
a integração plena do meu ser com a vida.

Os caminhos íngremes, subidas, descidas,
toda a geografia na Terra,
a ideografia do mundo.

Os vegetais, os animais,
a leveza das aves, a harmonia do seu cantar.

Os muitos e os poucos lugares
que falaram a linguagem que pude entender.

O aprendizado, as expectativas, a liberdade,
o medo e as consequências de alcançar o amanhã.

O cotidiano na sua diversidade,
todas as dificuldades, as lutas.

No conjunto, alcanço a concepção.
Percebo que existo no corpo.
Faço a consciência, através da morte, do espírito.

Na evolução, descubro a plenitude do meu ser.
E infinitamente alcanço o sentimento, a consciência e a iluminação.

Sou, em um contínuo querer ser.

 

Texto extraído do livro
Na busca do meu ser, a indeterminação e a incerteza em 04 de março de 2016

Compartilhe: