[kads group="topo-1"]


Prece ​à​  Nação: Equilíbrio

Prece ​à​ Nação: Equilíbrio

“Os países, as nações sofrem as mesmas contingências que os homens.

Esse é um momento difícil para o país, muito difícil. É preciso – particularmente aos médiuns espíritas – em primeiro lugar o equilíbrio. É preciso que os irmãos todos tenham muito equilíbrio. Até para ajudar nesse momento a mentalidade do equilíbrio, para que se faça paz, serenidade. Para que esses indivíduos, nesse momento, entendam que eles tem que tomar um rumo diferente, que não pode continuar assim.

O risco é instabilizar constitucionalmente o país, o que não é bom para ninguém. Em nenhuma situação é bom isso. É preciso que o país viva sob uma carta. Desde a carta magna da Inglaterra, os países todos, nessa modernidade e pós-modernidade tem que ter essa carta constitucional, para se fazer a segurança do indivíduo.

No entanto, os males sempre significam o bem. Vocês devem perceber o quanto é preciso ter nos palácios dos governos, tanto municipal, estadual ou federal, homens absolutamente cultos. O país tem um número enorme de universidades, o país tem pessoas letradas, dignificadoras. Mas é preciso que pelo menos a título de uma dignidade humana, de linguagem, se fale uma linguagem respeitosa, edificante e que faça evidentemente o exemplo social. E não linguagens esdrúxulas, negativas, extremamente perniciosas e perversas, particularmente para a juventude. É preciso que fique como exemplo, para nunca mais se repetir uma coisa dessa.

O país está praticamente à bancarrota. As coisas estão graves, efetivamente graves. Saúde abandonada, educação em crise, as estradas em crise, sem segurança. Não há um setor nesse momento que tenha a força e o equilíbrio para a manutenção de uma ordem pública no país.

Sem a ordem pública não há governo. É preciso ordem pública. É preciso manter a ordem com equilíbrio. É preciso manter o equilíbrio para fazer a ordem. É preciso não tirar de maneira nenhuma, o sentido da proteção humana. É preciso que se resguarde a lei, e que tudo seja feito dentro da lei. Tudo deve ser feito dentro daquilo que se instituiu. Porque se não for feito assim, há vítimas. Ter vítimas é terrível. Vitimar seja lá quem for não é bom para a história, porque sempre é um exemplo negativo.

É preciso mais do que nunca a cautela sendo iluminada pela prece. A cautela sendo iluminada pelo bom senso. A cautela sendo mantida pelo equilíbrio. A cautela para que as conversas de vocês não derivem para fazer a mesma linguagem que alguns deles fazem.

O povo que administra um país, os nossos irmãos que administram o país, não podem usar a linguagem da suburra. Eles não podem usar. A linguagem de um presidente da república, de um governador do estado, de um prefeito, de um vereador, de um deputado, de um deputado federal, de um senador da república e de todo o processo judiciário há de ser sempre o mais alto possível, tem de ser de foro alto. Não pode ser de maneira nenhuma linguagem corriqueira.

Nós espíritos, esperamos que os irmãos todos, definitivamente, só utilizem nos diálogos e na posição crítica para com terceiras pessoas, palavras que tenham significação de construção, e não palavrões, linguagens indecorosas, propostas que depõe contra uma ordem pública e moral.

Os médiuns espíritas tem que ser absolutamente equilibrados, e tem que nesse momento entender que na situação boa e na situação má, sempre fica exemplo, sempre. Então esse vai ser um exemplo para a nação como foi todos os outros. Esta é a situação no momento.

É preciso cautela, muita cautela. Espero que vocês não aumentem a dor, com pensamento odioso, com pensamento de revolta, com destruição de quem quer seja. Não! Vocês peçam que as coisas sejam feitas dentro do princípio legal. Tudo dentro do princípio legal.

O que é que compete aos espíritas, que são agentes da paz e não da guerra? Compete orar, fazer vigilância. Compete aos espíritas nesse momento, com paciência, dizer, vai mudar. Compete aos espíritas não aceitar as coisas erradas, não se pode aceitar as coisas erradas. Mas, compete aos espíritas equilíbrio.

E o que eu peço nesse momento tão crítico que está vivendo a nação inteira, é que vocês transfiram para todos os outros contemporâneos de vocês, e homens que se dizem brasileiros como vocês, a palavra e o sentido da palavra chamada equilíbrio.

Vocês, na prece, transfiram isso para que essa energia positiva de vocês vá até Brasília, e que se resolva da melhor forma possível, no sentido de dignificação do país, que consequentemente de todas as pessoas. Até de quem, nesse momento, tem o poder decisório da nação. Vamos pedir que o judiciário nesse momento tenha a cautela devida, para que as coisas se efetivem da melhor forma possível.

Que todos proclamem a uma voz só, que o país, é um país de equilíbrio, de paz e de harmonia.

Que Deus ilumine a vocês todos.”

Espírito Leocádio José Correia

http://www.sbee.com.br/portal/mensagens-aos-mediuns/sbee/mensagens-mediunicas/mensagens-psicofonicas/mensagens-aos-mediuns/2016/prece-a-nacao-equilibrio

Mensagem aos médiuns pelo Espírito Leocádio José Correia através do médium Maury Rodrigues da Cruz em 16 de Março de 2016 na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas, Curitiba, Paraná, Brasil.

Compartilhe: