[kads group="topo-1"]


Psicofonia pelo Espírito Leocádio José Correia

Psicofonia pelo Espírito Leocádio José Correia

“Essa dimensão da Terra é uma dimensão crítica.
E por que crítica?
Porque vocês tem que, sistematicamente, todos os dias, sobre todos os pontos de vista, fazer um pouco de avaliação do acontecendo.
Tem que se deter um pouco e verificar como é que vocês estão participando dessa dimensão do acontecendo.
O que é isso na minha vida.
Nessa relação crítica do acontecendo, vocês tem que vivenciar aqueles valores que são significativos vinculados à Doutrina dos Espíritos.
A significação de estarem na Terra.
A significação crítica de vocês estarem aprendendo, transformando, fazendo o melhor.
A dimensão terrena, os efeitos da Terra, são efeitos as vezes duros, porque são materiais e contundentes.
Vocês sentem mais a presença, e o processo é mais forte em vocês.
Então não podemos fazer, senão aconselhá-los a um permanente estado de vilegiatura de oração.
E além dessa vilegiatura, essa oração, de uma avaliação contundente das coisas que estão vivendo.
Como é que estão vivendo?
De que maneira estão vivendo?
Vocês tem de olhar um pouco para o corpo, avaliar o corpo.
Avaliar bem a composição do espírito.
Verificar o que estão fazendo para se transformar.
Qual é, nesse momento, a relação crítica de vocês com a vida?
De que maneira, vocês realmente estão enfrentando a vida, os amigos, os conhecidos, os parentes?
E nessa sistemática, ir desdobrando até vocês alcançarem os valores reais e significativos no processo e na vida terrena.
A vida terrena é uma dimensão para a espiritual.
Então vocês tem de aprender.
Como eu aprendi e continuo aprendendo.
A gente tem de estar com um suporte adequando para as diversas situações que se apresentam na vida de vocês.
Vocês devem, com cuidado, com uma dimensão crítica, para uma vida pública, saber o que é o melhor.
Não se desesperar, não se angustiar.
Procurar da melhor forma possível resolver as questões, que são os desafios que são postos a frente de vocês.”
-Espírito Leocádio José Correia

Compartilhe: