[kads group="topo-1"]


Qualificação Moral

Qualificação Moral

Vivemos na era do conhecimento. Quando lemos sobre administração, sobre cultura, sobre sociologia, percebemos que a vida é cada vez melhor quanto mais informados estivermos. E essa é uma regra que se aplica nos diversos segmentos de nossas vidas, mas pode ser mais fácil percebê-la na área profissional. Concluímos que precisamos estar cada vez mais qualificados, informados em diversas áreas.

Mas será que somente a qualificação “técnica” é importante? Não. Há outro tipo de qualificação que não devemos perder de vista. A qualificação moral. Na prática, isso significa operar mudança de valores e de comportamento tendo em vista fundamentos morais.

Uma pergunta pode nos ajudar na avaliação sobre nosso nível de qualificação moral: aceitaríamos ser o alvo de nossas próprias ações? Expressando de outra forma: estamos tratando as outras pessoas como gostaríamos de ser tratados?

De forma geral ainda vivemos um momento cultural onde a “ação moral” pode passar desapercebida, enquanto que a ação com resultado material pode ser mais valorizada. Ou ainda, a falta de referenciais morais nem sempre são alvo de observação, mas é uma questão de tempo.

Qualificação moral: uma construção diária.

 

Nelson José Wedderhoff

Compartilhe:

Sobre o Autor

Nelson José Wedderhoff

Nelson José WedderhoffEngenheiro Eletrônico; Professor Acadêmico na Faculdade Doutor Leocádio José Correia (FALEC); Coordenador de Grupos de Estudos Espíritas; e Conselheiro Editorial da revista SER Espírita.

Todos os Posts de: Nelson José Wedderhoff