[kads group="topo-1"]


Um trágico acidente de uma vida anterior poderia interferir em nossa vida atual?

Se tivermos outras vidas anteriores a esta, poderia um trágico acidente de uma vida anterior interferir em nossa vida atual causando traumas ou dor crônica?

Admitindo a reencarnação e sabendo que os hominídeos mais antigos têm mais de 3 milhões de anos, podemos concluir que a morte trágica é o que há de mais comum em nosso passado multi-encarnatório. Assim, se toda memória passasse de uma vida para outra, seria difícil achar alguém que não tivesse vários tipos de traumas, a ponto de ter medo de tudo. O medo do mar, por exemplo, pode indicar um incidente ainda fresco na memória espiritual que se manifesta por meio do instinto de autopreservação. De nossas vidas passadas trazemos o aprendizado que fizemos, e o que efetivamente aprendemos se encontra em nossa escala de valores, que é a base de nossas decisões. Pense na seguinte questão: você lembra de todos os momentos, de todos os fatos que vivenciou na escola primária, por exemplo? Certamente que não, porém, sabe ler, escrever e calcular. Hoje em dia já não lembra de todas as situações que lhe proporcionaram esse aprendizado. Adicionalmente, cabe mencionar que se o esquecimento fosse completo teríamos que recomeçar tudo de novo a cada encarnação e isto inviabilizaria a evolução do espírito, já que estaríamos partindo sempre do mesmo ponto.

Compartilhe: